Skip to main content

Combate

A mecânica busca ser combativa desde a rolagem dos dados, funcionando da seguinte forma:

  • Todo jogador durante o combate deve descrever a sua ação antes da rolagem dos dados, dependendo da ação o mestre ira indicar quais bônus ele tem para aquela rolagem a partir de pericias, bônus de atributo e ou eventuais buffs de magias ou itens.
    • Uma nova mecânica vai ser introduzida, durante o combate o atacante e o defensor deverão rolar um dado contra o outro, sendo um dado de defesa, contra-ataque ou de esquiva. Vamos supor que uma Besta Clérigo está atacando um aventureiro, a besta ira rolar 1d20 e o aventureiro também, se o valor do dado do aventureiro somando os atributos for maior que o valor do dado do atacante somando os bônus de atributo, ele ira conseguir se esquivar.
    • Durante o combate cada personagem terá três fases: Ação, dano, movimentação

A ação implica no seu sucesso em realizar algo, o que pode incluir a mecânica de atacante e defensor, meramente escalar uma árvore, ficar invisível ou persuadir alguém. A fase de movimentação pode ser feita antes da ação, mas nunca antes do dano, caso a fase de ação tenha sido uma falha, o jogo vai direto para a fase de movimentação. O dano é autoexplicativo, você obteve sucesso na fase de ação enquanto estava duelando, agora você vai descer a marretada no defensor, rola o dado referente ao dano da sua ação anterior e sucesso, você deu critico e o besta clérigo agora ta paralizado de medo. Movimentação, tu quer sair de perto do bichão? quer se esconder? vai ajudar o Grigori que não para de cair? Esse é o seu momento, você pode fazer isso numa boa.

Para conjuradores, porém, existe uma fase diferente da ação, que é a fase de concentração, essa fase implica em que o jogador precisa conjurar uma mágia um pouco mais complexa, que exigiria mais de um turno para ser executada, alterando a estrutura de combate de Ação - Dano - Movimento para Movimento - Concentração, tendo o dano da magia que foi conjurada calculado no próximo turno com a estrutura de Dano - Movimento. O alvo da magia que foi concentrada não pode interromper a fase de concentração durante o turno do conjurador, porém, pode interromper com um ataque durante a sua fase de Ação.